Autenticação

Utilizador
Palavra-chave
 
 





















Área do utilizador
Página Principal  COVID-19

COVID-19

 

Plano de segurança para a realização de aulas presenciais na ESTGV

 

Plano de segurança para a realização de provas de avaliação presencial na ESTGV

 

Medidas para a realização de provas de avaliação em exame final e provas finais de avaliação contínua - contexto de pandemia de COVID 19 -

 

Orientações para a realização de Provas Públicas de Defesa de Projeto/Estágio/Formação em Contexto de Trabalho através de videoconferência

 

Orientações para a realização de Provas Públicas de Dissertação/Projeto/Estágio através de videoconferência

 

Despacho n. 28/2020, de 4 de maio - Orientações para a retoma gradual das atividades presenciais do IPV

 

Orientações para avaliação contínua, para avaliação em exame final e para a realização de estágios/formação em contexto de trabalho

 

Ações a levar a efeito no âmbito das atividades letivas não presenciais no período excecional de presença da pandemia.

 

Despacho n.º 21/2020, de 11 de março - suspensão de atividades de formação presencial e outras.

 

Plano de Contingência do IPV

 

Atendendo à situação atual, relacionada com a pandemia causada pelo novo coronavírus COVID-19 e tendo em conta:

 

- o despacho nº 21/2020, de 11 de março, do Presidente do Instituto Politécnico de Viseu que originou a suspensão das atividades letivas presenciais a partir do dia 12 de março,

- a nota de esclarecimento do Gabinete do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, de 13 março, em que devem ser promovidos todos os esforços para estimular processos de ensino-aprendizagem a distância, mantendo as atividades escolares através da interação por via digital entre estudantes e docentes,

- o decreto do Presidente da República n.º 14-A/2020 de 18 de março, que determinou a declaração do estado de emergência,

 

as Presidências dos vários Órgãos da ESTGV, os Diretores de Departamento e a Coordenadora de Área Científica propuseram as seguintes ações, que foram aprovadas em Conselho Técnico-Científico sob parecer favorável do Conselho Pedagógico:

 

1) Promover, sempre que possível, a utilização de meios digitais, como plataformas de e-learning, aulas por videoconferência e outros processos de formação a distância;


2) Todos os docentes devem fazer um esforço para assegurar a formação a distância;


3) Salvo casos excecionais, as semanas letivas previstas são para respeitar;


4) Os docentes devem manter os sumários atualizados das aulas de ensino a distância;


5) Não sendo possível dar aulas pela internet através de videoconferência, os docentes devem recorrer pelo menos às ferramentas da plataforma Moodle, já utilizada atualmente, disponibilizando conteúdos, eventualmente com tarefas para os alunos, e com indicação do modo como os alunos poderão contactar o docente para tirarem dúvidas e discutirem assuntos relativos a cada aula;


6) Os docentes devem respeitar os horários das aulas das respetivas UCs e nas situações em que os alunos estão divididos por turnos, deve vigorar o horário de cada turno. Neste horário o docente, se possível, optará por dar uma aula on-line ou fornecer materiais didáticos detalhados e deverá estar disponível, de alguma forma, para a discussão de algumas questões/temas relativos à aula;


7) O docente deve estar disponível durante o seu horário de atendimento semanal;


8) As avaliações intercalares e finais presenciais serão suspensas até novas indicações;


9) Os programas previstos, relativamente a situações relacionadas com o regime de avaliação, serão reavaliados pelo Conselho Técnico-Científico, ouvido o Conselho Pedagógico, integrando naturalmente o previsto no ponto 8);


10) Não serão para já equacionadas alterações ao Calendário Escolar, com exceção da interrupção relativa à semana académica que deixa de se verificar. As alterações serão ponderadas em função da evolução da COVID-19 e das orientações do Governo;


11) Suspensão de todos os estágios e formações em contexto de trabalho à exceção dos casos em que puderem funcionar em teletrabalho;


12) As eventuais situações relacionadas com a impossibilidade de assistência por parte dos alunos às atividades letivas a distância, a seu pedido, serão avaliadas, caso a caso;


13) Estudantes ERASMUS da ESTGV em Instituições Estrangeiras serão contactados pelos responsáveis de ERASMUS dos vários Departamentos, com vista ao acompanhamento da sua situação nas entidades de acolhimento;


14) O regime de faltas, caso exista, como condição para o acesso às épocas de avaliação é suspenso;


15) É dilatado o prazo de entrega da Dissertação/Projeto/Estágio ou Projetos/Estágios finais (ou similares), pelo período de interrupção, nos casos em que exista impossibilidade de dar continuidade aos trabalhos por razões não imputáveis ao aluno;


16) É concedido o acesso à Época Especial de Exames para todas as Unidades Curriculares previstas funcionarem no semestre condicionado pela Covid-19;


17) De forma a facilitar a normalidade na realização das provas públicas de defesa dos Mestrados e assegurar o cumprimento do n.º 5 do Artigo 29º do Regulamento dos Mestrados da ESTGV, poderão ser marcadas provas por videoconferência e/ou por outros meios eletrónicos de acordo com o estipulado na Lei n.º 1-A/2020, de 19 de março.

 

Nota: As orientações supra poderão ser ajustadas à medida que o cenário atual se for transformando. Reconhece-se que está a ser feito um esforço muito significativo por parte da comunidade académica, no sentido de minimizar tanto quanto possível o efeito da Covid-19.

 

Mais se informa que, enquanto durar a suspensão das atividades letivas presenciais, devem considerar-se como suspensas, parcial ou totalmente todas as normas que colidam com o que é estabelecido na presente informação.

 

 

Plano de Contingência

 

No contexto da epidemia causada pelo novo coronavírus COVID-19, a ESTGV em colaboração com o IPV, ativou um Plano de Contingência.

 

Tendo como referência as diretivas do Serviço Nacional de Saúde para infeção humana pelo coronavírus, o Plano de Contingência define o nível de resposta e de ação da Escola para minimizar os riscos de transmissão daquele agente patogénico e aplicar-se-á a todos os membros da comunidade académica e àqueles que, por motivos profissionais ou outros, se desloquem às instalações.

 

Toda a informação oficial e orientações sobre o tema estarão nos seguintes sítios:

http://www.estgv.ipv.pt/covid-19

- Placar no átrio do bar principal da escola.

 

Toda a comunidade académica deve dar especial atenção às recomendações da Direção Geral de Saúde (DGS) relativas a medidas de higiene e ao modo de proceder no caso de aparecimento de sintomas que configurem um caso suspeito: https://covid19.min-saude.pt

 

A classificação de um caso como suspeito de doença por coronavírus deve obedecer a critérios clínicos e epidemiológicos. A definição seguinte é baseada na informação atualmente disponível no Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doença (ECDC):

 

CASO SUSPEITO - DEFINIÇÃO

No presente momento, a definição de um caso suspeito resulta da combinação de 2 critérios:

Critérios clínicos:

- Pessoa com sinais e sintomas de infeção respiratória aguda (febre, tosse ou dificuldade em respirar);

Critérios epidemiológicos:

- Pessoa que esteve em áreas com transmissão comunitária ativa nos 14 dias antes do início dos sintomas (Wuhan – Província de Hubei (China); Irão; Daegu, Cheongdo (Coreia do Sul); Bertonico, Castiglione d’Adda, Castelgerundo, Maleo, Codogno, San Fiorano, Fombio, Somaglia, Casalpusterlengo, Terranova dei Passereini – Região da Lombardia (Itália); Vo – Região do Veneto (Itália));

- Pessoa que teve contato com um caso confirmado ou provável de infeção por COVID-19, nos de 14 dias antes do início dos sintomas;

- Profissional de saúde ou pessoa que tenha estado numa instituição de saúde onde são tratados doentes com COVID-19.

 

COMO ATUAR PERANTE UM CASO SUSPEITO – PROCEDIMENTOS, NO CASO DE SE ENCONTRAR NA ESTGV:

- Qualquer estudante ou colaborador com critérios compatíveis com a definição de caso suspeito de doença por COVID-19, ou alguém que identifique um estudante ou colaborador nestas circunstâncias deverá informar imediatamente o Ponto Focal designado na escola  (Presidente e/ou Vice-Presidentes da ESTGV) através dos números (internos: 42020; 42021; 42022; externos: 232 480 500; 232 480 620; 232 480 610; 232 480 618) que o ajudará a dirigir-se para a área de isolamento definida para aquele efeito;

- Deverá ser prestada ao caso suspeito toda a assistência necessária, incluindo se existirem dificuldades de locomoção;

- Deve assegurar-se a distância de segurança (superior a 2 metros) do caso suspeito;

- Deve colocar-se uma máscara cirúrgica e colocar luvas descartáveis;

- No interior da área de isolamento, o caso suspeito deve contactar a Linha SNS 24 (808 24 24 24) e seguir as indicações;

- O caso suspeito deve colocar máscara cirúrgica, se a sua condição clínica o permitir. Sempre que a máscara estiver húmida, deverá substituí-la por outra;

- Na situação de caso suspeito validado pelo SNS24, o estudante ou colaborador doente deverá permanecer na área de isolamento (com máscara cirúrgica, desde que a sua condição clínica o permita), até à chegada da equipa do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), ativada pela DGS, que assegura o transporte para o hospital de referência.

 

Se os sinais e sintomas se manifestarem em casa ou em outro local, ligue para o SNS24 (808 24 24 24) e siga as orientações fornecidas.

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença:

- Adotar medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e boca quando espirrar ou tossir (com lenço de papel ou com o cotovelo, nunca com as mãos; deitar sempre o lenço de papel no lixo);

- Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes;

- Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória.

 

Perguntas frequentes do site da DGS

Vídeos informatívos do site da DGS

 

Oferta Formativa

Candidaturas

Departamentos/Área

Serviços Académicos

Serviços Informática

Biblioteca

Redes Sociais Facebook e Google+

ESTGV no Facebook


ESTGVno Google+
Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu
Campus Politécnico
3504-510 Viseu

Telefone: +351 232480500
Fax: +351 232424651
E-mail: estgv@estgv.ipv.pt

Ver mapa maior