Autenticação

Utilizador
Palavra-chave
 
 





















Área do utilizador

Agenda

« Maio 2021 »
D S T Q Q S S
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31

Portal Académico

Moodle@ESTGV

Avaliação e Qualidade

IPV

Provedor do Estudante

Publicitação Institucional

Ficha da Unidade Curricular

Informações Gerais

 
Ano Letivo 201617
Unidade Curricular Durabilidade e Reabilitação de Estruturas de Betão Armado
Código1214
Departamento/área responsávelDepartamento de Engenharia Civil
Área cientificaEngenharia Civil
ECTS5
Ano curricular1
Semestre curricular1º Semestre
Regime de frequênciaObrigatório
Docentes Paulo Alexandre S. Costeira Marques Silva
José Avelino Loureiro Moreira Padrão
Frequência como disciplina isolada?Sim
Horas de contacto
T TP PL TC S E OT O
19,5 39 - - - - - -
T - Teórico;  TP - Teórico-Prático;  PL - Prática e Laboratorial;  TC - Trabalho de Campo;  S - Seminário;  E - Estágio;  OT - Orientação Tutória;  O - Outras;  
Tempo total de trabalho (horas)
132,5

Objetivos / Competências

A aprovação na unidade curricular pressupõe o alcance dos seguintes objetivos:
1. Conhecer das propriedades dos materiais (betão e aço) e patologias mais frequentes.
2. Conhecer os aspetos mais relevantes sobre a durabilidade das estruturas e seu comportamento, nomeadamente, no que concerne à identificação das principais patologias e danos, causas associadas.
3. Conhecer as diversas fases que compõem, normalmente, uma intervenção de reforço/reparação de uma estrutura e seu enquadramento normativo.
4. Ser capaz de elaborar inspeções e diagnóstico de estruturas de betão armado.
5. Conhecer as principais técnicas e ensaios utilizados nesse diagnóstico.
6. Conhecer as técnicas de reparação e reforço de elementos estruturais.
7. Avaliar a segurança de uma estrutura existente.
8. Analisar e dimensionar soluções de reforço e reparação de estruturas existentes de betão armado.

Conteúdos programáticos resumidos

1. Materiais e processos construtivos
Introdução. Propriedades do betão e das armaduras. Regulamentação em vigor. Mecanismos de degradação. Materiais de reparação.
2.Comportamento estrutural
Durabilidade. Vida útil. Patologia estrutural.
3. Reabilitação/Reparação/Reforço
Conceitos. Fases de intervenção. A Norma EN 1504.
4. Avaliação do estado das estruturas – Inspecção
As principais fases da inspecção. Intervenção vs Finalidade. Elaboração de um plano de inspecção.
5. Avaliação do estado das estruturas – Diagnóstico
Técnicas de ensaio em estruturas de betão armado. Inspecção visual. Ensaios laboratoriais. Ensaios não e semi-destrutivos.
6. Avaliação do estado das estruturas – Segurança
Cenários de avaliação estrutural. Avaliação estrutural de edifícios existentes. Análise normativa. Projecto de reforço estrutural. Modelos de verificação de segurança. Exemplos de aplicação - casos práticos. Monitorização.
7. Técnicas de reparação e reforço de elementos estruturais

Metodologias de ensino e critérios de avaliação

Estratégias pedagógicas adotadas na unidade curricular: método expositivo nas aulas teóricas com utilização do quadro e videoprojector; resolução de exercícios de carácter prático nas aulas teórico-práticas; intervenção permanente dos participantes; apoio aos alunos, nomeadamente no horário tutorial; utilização da plataforma moodle para a disponibilização do material de apoio e para a divulgação das atividades relacionadas com a unidade curricular. Em complemento com as aulas, as horas de trabalho autónomo são orientadas para a realização de trabalhos práticos. A classificação final, é obtida de acordo com os seguintes critérios: a classificação dos trabalhos práticos é convertida para uma escala de 0 a 8 valores; a classificação obtida na prova de exame final é convertida para uma escala de 0 a 12 valores; a classificação final corresponde à soma das classificações dos dois pontos anteriores. A prova escrita tem carácter individual.

Bibliografia resumida

Teles, M., “Patologia do Betão”, Apontamentos da Pós-graduação em Reabilitação do Património Edificado, FEUP.
Castro, J.; Martins, J.G., “Patologia do Betão, Reparação e Reforço de Estruturas”, Série Reabilitação, UFP, 2006.
Eurocode 2
E-373, “Agregados para argamassas e betões. Propriedades e verificação de conformidade.” LNEC, 1993.
NP ENV206-1, “Betão. Parte1: Especificação, desempenho, produção e conformidade.”, IPQ, 2007.
Silva, P.A.S.C.M., (2008), “Comportamento de Estruturas de Betão Reforçadas por Colagem Exterior de Sistemas de CFRP”, Tese de Doutoramento, FEUP, Departamento de Engenharia Civil, Outubro, 2008
Padrão, J.A.L.M., (2004), “Técnicas de Inspecção e Diagnóstico em Estruturas”, Tese de Mestrado, FEUP, Departamento de Engenharia Civil, Setembro, 2004
ACI’s 2001, “Manual of concrete practice”, Documento electrónico, American Concrete Institute, 2011, [624.04 EST]
Richardson M., “Fundamentals of durable reinforced concrete”, London, Spon Press, 2002, [624.04 RIC]

Oferta Formativa

Candidaturas

Matrículas CNA

Inscrições Letivas

Departamentos/Área

Serviços Académicos

Serviços Informática

Biblioteca

Redes Sociais Facebook e Google+

ESTGV no Facebook


ESTGVno Google+
Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu
Campus Politécnico
3504-510 Viseu

Telefone: +351 232480500
Fax: +351 232424651
E-mail: estgv@estgv.ipv.pt

Ver mapa maior